"Santifica os que amam a beleza da Tua casa"

Este video registra imagens da celebração da Festa da Exaltação da Santa e Vivificante Cruz do Senhor, realizada no Seminario e Academia Teológica Ortodoxo de São Petesburgo (Patriarcado de Moscou).

Toda a beleza e piedade que a Santa Igreja de Cristo oferta ao mundo, advem do seu incansável amor a Deus e aos homens.

A Deus ela oferta os seus humildes esforços, em uma constante confissão, uma constante espera, com temor e alegria.

Aos homens, ela chama, a cada um de nós, para se juntar neste esforço, para que a nossa vida seja tomada por esta beleza, por este jubilo, por este amor.

Na Igreja, como que por uma fresta, vislumbramos a realidade, um pouco sobre o mundo futuro, aquele que será totalmente transfigurado pelo Senhor, Rei de todos.

Que Deus nos permita, enquanto ainda podemos, olhar com veneração para a Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo, nos unirmos a ela, para que com ela possamos viver em oração, para que o Sagrado Reino ja possa viver em nós neste mundo.

"Salve, vivificante Cruz,/ troféu invencível da piedade, porta do Paraíso,/ conforto dos fiéis, fortaleza da Igreja;/ por ti foi anulada a corrupção,/ aniquilado e abolido o poder da morte;/ e por ti fomos elevados da terra para o céu./ Arma invencível, adversária dos demônios,/ glória dos Mártires, verdadeiro ornamento dos Justos e dos Santos,/ porta de salvação,// por ti veio ao mundogrande misericórdia."

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Os Doze Sinais do Fim do Mundo.


 "É mais tarde do que você pensa".
  Abençoado Hieromonge Serafim Rose (1982)


Ninguém sabe quando o mundo vai acabar. Na verdade, o tempo do fim do mundo nem sequer foi comunicado pelo Pai para a natureza humana do Filho (Mat.24, 36). 

No entanto, nos Evangelhos, o Filho de Deus nos diz sobre os sinais que devem surgir antes do fim do mundo.

Quais são esses sinais e que conclusões, ainda que hesitantes, podemos tirar-lhes sobre os tempos em que vivemos?

Os doze sinais que vão surgir antes do final são dados nesta ordem:

1) Muitos virão em nome de Cristo e enganarão a muitos (Mat.24, 5, Marcos 13,6; Lucas 21,8)
2) Haverá guerras e rumores de guerras entre as nações e reinos (Mat.24, 6-7, Marcos 13,7-8; Lucas ,21,9-10).
3) Muitas tragédias na forma de calamidades: "fomes, pestes e terremotos em vários lugares, coisas espantosas, e grandes sinais do céu (Mat.24 ,7-8; Mark, 13,8; Lucas 21,11 ).
4) Os cristãos ortodoxos serão entregues aos carrascos, mortos e odiados por todas as nações (Mat 24,9; Marcos 13, 9-11; Lucas 21,12-15).
5) Em toda parte os homens cultivaram ódio e vão trair  uns aos outros (Mat.24, 10, Marcos 13,12-13 e Lucas 21,16-17).
6) Muitos falsos profetas aparecerão e enganarão a muitos (Mat.24, 11).
7) Por conta da iniqüidade abundante (maldades e pecados não arrependidos), o amor de muitos esfriará. Somente aqueles que perseverarem até o fim vão ser salvos (Mat.24 ,12-13, Marcos 13,13; Lucas 21,19).
8) O Evangelho será pregado em todo o mundo, com o testemunho de todas as nações "(Mat.24, 14, Marcos 13,10).
9) Após isso muitos judeus vão se tornar cristãos ortodoxos (Romanos 11,25-28).
10) Haverá uma série de acomodações para a preparação da vinda do Anticristo, chamado de o filho da perdição e da besta.
Precedido por falsos profetas e falsos sinais e maravilhas, o Anticristo será um mestre da ilusão, e com "choque e pavor",  vair retirar  a liberdade das pessoas, mas paradoxalmente as fazendo pensar que eles foram enfim libertados.
Ele vai perseguir os verdadeiros servos de Cristo, com raiva e fúria.
O Templo em Jerusalém será reconstruído para que o Anticristo seja entronizado lá, no lugar de Cristo(Mt, 24,15-24, Marcos 13,14-22; 2 Tess.3-11, 1 João 2,18; Apoc.13 ,1-8).
11) Os sinais aparecerão no céu, o sol escurecerá e a lua não dará a sua luz, as estrelas cairão do céu, o mar e as ondas vai rugir e os poderes dos céus serão abalados (Mat.24, 29; Marcos ,13,24-25, Lucas 21,25-26).
12) O sinal do Filho do homem (da Cruz) aparecerá nos céus e, em seguida, terá lugar a segunda vinda de Cristo com poder e grande glória. Anjos serão enviados e vão reunir os eleitos de todo o mundo (Mat.24 ,30-31, Marcos 13,26-27, Luc 21,27).

Comentários :

Quando olhamos para o acima exposto, podemos ser tentados a pensar que a primeira metade destes sinais, os seis primeiros, já aconteceu.
Em relação ao primeiro sinal, ao longo dos séculos muitos têm de fato vindo e dizendo que  são de Cristo e têm enganado a muitos.
No que diz respeito ao segundo sinal, o século XX especialmente, mas também já no início do século XXI, tem sido marcado por "guerras e rumores de guerras".
O terceiro sinal, 'natural' (ou seja, anti natural) dosdesastres, vem ocorrendo, como "fomes, pestes e terremotos", e ocorrem em todo o mundo.
Em quarto lugar, os cristãos ortodoxos têm sido em todos os lugares 'entregues aos carrascos, mortos e odiados ".
O quinto sinal apareceu também, para o mundo moderno, que parece tomado de "ódio e traição".
O sexto, é fato que falsos profetas já abundam e de fato 'enganam a muitos".
No entanto, existem aqueles  que vão além dessa interpretação.
Esses diriam que estamos agora percorremos três quartos do caminho até o fim, de acordo com a revelação dos três sinais que seguem.
Para eles, o sétimo sinal, a iniqüidade, agora abunda e o amor de muitos foi realmente esfriado (a apostasia dos povos cristãos).
E o oitavo signo também está em andamento, pois o Evangelho está sendo pregado em todo o mundo , pois com a libertação da Rússia e demais países ortodoxos, e com os movimentos da população global, o Cristianismo Ortodoxo está agora se espalhando por todo o mundo. A hora se aproxima, quando então não haverá ninguém que não tenha ouvido falar da Igreja Ortodoxa.
No que se refere o ponto nono, o fato é que já são muitos os judeus, ao menos na Rússia nos últimos anos, foram batizados na Igreja Ortodoxa.
Se de fato tais leituras estiverem corretas, então nós estamos aguardando a elaboração do décimo sinal.

O que podemos dizer sobre a preparação final para a vinda do Anticristo?

Certamente, há agora uma abundância de falsos profetas que afirmam falar em nome de Cristo.
Através de moderna tecnologia, sinais e maravilhas, impensáveis até poucos anos atrás, agora tem seu lugar.
Como o pai da mentira (Jo 8,44), o plano do Anticristo, o mestre da ilusão, está em toda parte , de forma evidente. Ele está presente através da propaganda ,dos modernos meios de comunicação, da propaganda e marketing, das drogas advindas da televisão, dos truques de computador e da tecnologia eletrônica, o nivelamento da educação moderna - "sempre aprendendo, e nunca assimilando o conhecimento da verdade "(2 Timóteo 3,7). Através destes instrumentos de controle, as massas são manipuladas e escravizadas, levadas ao delírio por aqueles em cujo interesse é  manipulá-los.
Imaginando que são livres, as massas  escravizadas fazem dívidas com agiotas. Esta dívida é habilmente escondida sob a ilusão do seu oposto – o 'crédito', mais fácil do que nunca fora - a 'liberdade' para comprar o que eles querem e quando querem.
As ilusões da unidade global e paz são prometidas através das ofertas do conforto físico. Estes são concedidos no preço da liberdade, que deve ser entregue aos auto-proclamados 'democratas', na verdade, são ditadores.
Através da apostasia da fé em Cristo ressuscitado, os apóstatas perdem a liberdade de não temer a  morte (dada pela Fé Verdadeira na Ressurreição, que é agora em todos os lugares está sendo negada). Estes apóstatas, temendo a morte do corpo, são psicologicamente escravizados ao Mestre da ilusão e se fazem dispostos a fazer qualquer coisa para se agarrar em suas vidas terrenas.
O Anticristo virá então para ocupar o trono vago  nas almas dos homens.
Se dará uma feroz perseguição aos últimos  remanescentes Servos de Cristo, mas esses poucos vão continuar fieis à Ressurreição e resistindo ao Anticristo, vão prevalecer existindo.
Desde o retorno dos judeus à Terra Santa e do estabelecimento do Estado Judeu,  planos foram elaborados para a reconstrução do Templo em Jerusalém e a adoração ao Anticristo  se dará lá.

O que devemos pensar sobre tudo isso?

Muitos cínicos irão ignorar este artigo, o considerando como um mero panfleto para instaurar pânico. Eles vão dizer que muitos já anunciaram o fim dos tempos e se tornaram motivos de piada. Isso é verdade, mas os tais que se tornaram motivos de piada  não conheciam as Escrituras e, ignorando as próprias palavras de Cristo (Mat.24, 36), s imaginavam datas precisas para o final do mundo. 
A partir desses equívocos podemos sim aprender que sempre será insensato desprezar as palavras do Salvador e ignorar as Escrituras.
Outros cínicos  vão dizer que  outros já fizeram previsões sobre o fim, sem dar uma data precisa, mas que ainda assim foram reconhecidamente identificados em suas falhas. 
No entanto, muitos destes não previam o fim do mundo, mas sim o fim de um mundo.
Isso aconteceu, como profetizado, em 70 dC com o saque de Jerusalém pelos romanos, o que caracterizou  o fim do “mundo dos judeus” (sua época mais alta). Algo assim também se deu quando em 1066, quando os ingleses perceberam o seu mundo chegando ao fim com o ataque dos normandos. O mesmo se deu com os russos em 1917, quando o povo russo , tomado pela iniqüidade ao seu redor,  entendeu que o seu mundo estava chegando ao fim com a dominação da Rússia pelos bolcheviques. Em todos esses  casos, foi corretamente previsto o fim de um mundo, e as provas do acerto dessas previsões foram de fato encontrados justificados.
É preciso também determinar, que esses vislumbres são como advertências, que elas tem um status condicional. Em outras palavras, os eventos se correlacionam  a não assimilação do arrependimento.
Então, os eventos inevitáveis profetizados pelo Cristo nos Evangelhos podem ser antecipados ou postergados. Temos a liberdade tanto para apressar a vinda do Anticristo ou para retardá-la.
É a este último grupo estamos nós. Não porque somos profetas, ou tenhamos qualquer outra virtude, mas sim porque nós, como milhões de outros, simplesmente nos agarramos desde ha dois mil anos, a Fé Cristã Ortodoxa, a Fé da Igreja de Cristo, a fé na Ressurreição.

Certamente, ninguém sabe com exatidão (1 Tess.5, 1) quando se dará  o final dos tempos, mas se não houver arrependimento agora, é claro que um dia haverá que não teremos mais tempo para isso.

Presbítero Andrew Phillips.

Fonte : www.orthodoxengland.ork.uk 
  

2 comentários:

genice disse...

é a pura verdade, mas como ja foi falado ninguem quer acreditar finge que nao ve acha que e mentira mas eu acredito sim e quero ser de jesus.

genice disse...

verdade